Cadeirante está entre os presos por participação na morte de oficial de Justiça no Pará


Foto: Reprodução/Correio de Carajás

Foram presos na segunda-feira, 1º, três homens e uma mulher acusados de participação na morte do oficial de Justiça Clayton Nazaré do Socorro Martins no município de Novo Repartimento, sudeste paraense. A prisão foi resultado da operação Briefcase e foi apresentada durante coletiva de Imprensa na 15ª Seccional Urbana de Polícia Civil de Tucuruí.

Foram presos: o cadeirante Igor Rodrigues da Silva, que seria traficante; Juscelino Conceição, conhecido como “Outeiro”, apontado como autor dos disparos; Douglas Vieira Resende, o “Paçoca”, que teria dado fuga ao matador. Além disso, os policiais prenderam também, Andria Karolinne Mota Valente. Um adolescente também é apontado como envolvimento no crime, mas está foragido.




De acordo com a polícia, o cadeirante Igor Rodrigues mora em Belém e foi quem deu proteção ao assassino, na cidade de Tucuruí, enquanto Andria Karolinne abrigou os assassinos e Douglas Resende.

Segundo a Polícia Civil, “Paçoca” e o adolescente, teriam transportado Juscelino e seu comparsa até a casa de Andria, e também pagou o abastecimento da moto para os executores.

Em coletiva de Imprensa, o delegado Thiago Mendes contou que “após 32 dias, a polícia conseguiu dar uma resposta elucidando por completo esse fato tão trágico”.

O responsável pelo inquérito criminal, delegado Robson Mendes, informou que se trata de crime de latrocínio. “Foi uma investigação intensa da Delegacia de Novo Repartimento com apoio da Superintendência e 15ª Seccional para esclarecer esse crime violento”.

Além das prisões, a polícia apreendeu a arma de fogo tipo pistola, modelo PT 380, dois carregadores, municiados com vinte e duas munições, subtraídos de Clayton, além de outras munições de calibre 9mm e oito aparelhos celulares, e um par de tênis usado pelo assassino no dia do crime. Todos os objetos estavam na casa de Igor.

O crime

O servidor público estadual, lotado no Fórum da Comarca de Novo Repartimento, acompanhado de um colega, identificado como Jucenildo Pereira de Souza, em uma motocicleta pela Rua Araguaína, no Bairro Aparecida, foi surpreendido por dois homens em uma motocicleta modelo Bros, cor vermelha, que praticaram o crime na manhã do dia 29 de junho.

Com informações do Correio de Carajás

0 Comentários